Professor(a),
acesse esse e milhares de outros planos de aula!

Na Teachy você acessa milhares de questões, cria listas, planos de aula e provas.

Cadastro Gratuito

Plano de aula de Elementos de Publicidade e Argumentação


Introdução

Relevância do Tema

A publicidade permeia nossas vidas diárias, carregando mensagens que buscam nos persuadir de um ponto de vista, vender um produto ou promover uma ideia. Ela é um reflexo da cultura, economia e valores de uma sociedade, e também uma fonte inesgotável de inspiração e estudo. Compreender os Elementos de Publicidade e Argumentação em inglês permite uma imersão mais profunda nesse mundo da comunicação, oferecendo a habilidade para decodificar, analisar e criar discursos persuasivos, além de ampliar a compreensão da língua inglesa em contextos reais e relevantes.

Contextualização

No universo do inglês, a importância dos "Elementos de Publicidade e Argumentação" se evidencia no 9º ano do Ensino Fundamental, quando alunos já possuem um domínio básico da língua e estão prontos para se desafiar com textos mais complexos e autênticos. Nesse sentido, a publicidade fornece material autêntico que varia de breves slogans a propagandas em vídeo, estimulando a aquisição de vocabulário, o aprimoramento da gramática, e o desenvolvimento de habilidades de compreensão e produção de textos. Adicionalmente, o estudo da argumentação aprimora a capacidade analítica e crítica dos alunos, enquanto oferece ferramentas para a construção de argumentos sólidos em suas atividades escritas e orais. Portanto, o estudo deste tema cria uma ponte entre a sala de aula e o mundo real, trazendo o inglês para um contexto autêntico e significativo.

  • Elementos de Publicidade: Neste tópico, exploraremos os elementos que compõem uma propaganda - do uso de frases de efeito à escolha de palavras e imagens impactantes. Entenderemos como esses elementos funcionam para influenciar a percepção do espectador e fortalecer o argumento central da propaganda.
  • Argumentação: No estudo da argumentação, iremos focar nas estratégias linguísticas utilizadas para convencer o público alvo. Analisaremos o uso de argumentos lógicos, apelos emocionais e autoridade na persuasão e de que maneira esses elementos se conectam na formação do discurso publicitário.
  • Decodificando e Criando Propagandas: Por fim, vamos praticar as habilidades adquiridas na sala de aula. Analisaremos propagandas autênticas para identificar os elementos de publicidade e argumentação. Em seguida, os alunos terão a oportunidade de criar suas próprias propagandas, aplicando os conhecimentos adquiridos.

Desenvolvimento Teórico

Componentes

  • Criação de propósitos na publicidade
    • As propagandas, de maneira geral, têm um objetivo: convencer o espectador a agir de acordo com a mensagem transmitida. Este objetivo pode ser compreendido como o "propósito" da propaganda, e a habilidade de identificar e analisar este propósito é fundamental para uma compreensão mais aprofundada da mensagem publicitária. Além disso, a criação do propósito é também um processo criativo e estratégico, que envolve a seleção cuidadosa de elementos de argumentação e publicidade.
  • Linguagem persuasiva na publicidade
    • A linguagem utilizada na publicidade é conhecida por seu caráter persuasivo, sendo capaz de criar emoções, mudar perspectivas e influenciar comportamentos. Esta linguagem persuasiva opera através de uma série de técnicas, tais como o uso de adjetivos, verbos imperativos e figuras de linguagem. A compreensão dessas técnicas de linguagem permite aos alunos não só decodificar discursos publicitários, mas também aplicar efetivamente a linguagem persuasiva em suas próprias produções de texto.
  • Componentes visuais e auditivos na publicidade
    • A publicidade não é limitada à palavra falada ou escrita. Muitas vezes, ela é reforçada (ou até mesmo substituída) por elementos visuais e auditivos. Estes elementos incluem a seleção de imagens e sons, bem como o design e a estética do anúncio. Aprender a analisar e criar esses componentes visuais e auditivos é, portanto, uma parte essencial do currículo.

Termos-Chave

  • Slogans: Breves frases de efeito que sintetizam o propósito ou a mensagem central de uma marca ou produto. São frequentemente utilizados para chamar atenção e provocar uma resposta emocional no espectador.
  • Apelos Emocionais: Estratégias publicitárias que buscam atingir o espectador em um nível emocional, muitas vezes apelando para desejos, medos ou valores compartilhados.
  • Argumentos Lógicos: Na argumentação publicitária, os argumentos lógicos são aqueles que apelam para a razão, a lógica e o bom senso do espectador. São normalmente construídos a partir do uso de fatos, estatísticas e raciocínios dedutivos ou indutivos.
  • Argumentos de Autoridade: Este tipo de argumento se baseia no uso de especialistas ou figuras de autoridade para reforçar a credibilidade de uma mensagem. A presença de uma celebridade, por exemplo, pode ser considerada como um argumento de autoridade.

Exemplos e Casos

  • Análise de um comercial de TV: Após introduzir os conceitos básicos de elementos de publicidade e argumentação, podemos aplicar esses conhecimentos na análise de um comercial de TV autêntico. Nesta análise, identificaremos os diversos elementos discutidos, tais como o propósito da propaganda, o uso de linguagem persuasiva e os componentes visuais e auditivos.
  • Criando um anúncio impresso: Para uma experiência mais prática, os alunos podem criar seu próprio anúncio impresso, selecionando uma marca ou produto e aplicando os conceitos de propósito, linguagem persuasiva e componentes visuais e auditivos. Esta atividade permite aos alunos não só aplicar seus conhecimentos, mas também demonstrar um domínio mais profundo dos conceitos através da sua utilização criativa.

Resumo Detalhado

Pontos Relevantes

  • Natureza da Publicidade: A publicidade é uma forma de comunicação que busca persuadir e influenciar o comportamento do público. Ela é fundamentalmente criativa e estratégica, cuidadosamente selecionando e combinando elementos de argumentação e publicidade para atingir seus objetivos.

  • Componentes da Publicidade: Os elementos-chave da publicidade são a criação de propósitos, o uso de linguagem persuasiva, e a incorporação de componentes visuais e auditivos. Cada um desses componentes desempenha um papel crucial na formação e transmissão da mensagem publicitária.

  • Argumentação em Publicidade: A argumentação na publicidade se baseia na lógica e na emoção para convencer o público a adotar uma determinada ação ou crença. Ela incorpora argumentos lógicos, apelos emocionais e argumentos de autoridade para reforçar sua eficácia.

  • Decodificando e Criando Propagandas: A capacidade de decodificar e analisar propagandas autênticas, identificando os seus elementos de publicidade e argumentação, é uma habilidade crucial que permite uma compreensão mais profunda da língua inglesa e do contexto cultural. Da mesma forma, a criação de propagandas é uma oportunidade para aplicar os conhecimentos adquiridos e demonstrar um entendimento efetivo dos componentes da publicidade e da argumentação.

Conclusões

  • Importância da Análise: A análise de propagandas autênticas em inglês permite uma compreensão mais profunda da língua e da cultura, ao mesmo tempo que fornece uma base sólida para o desenvolvimento de habilidades de produção de textos persuasivos.

  • Aplicabilidade Prática: Os conceitos e técnicas aprendidos na análise de publicidade têm aplicações práticas em diversas situações de comunicação e argumentação, ampliando o leque de habilidades linguísticas e argumentativas dos alunos.

  • Criatividade e Estratégia: O estudo de elementos de publicidade e argumentação destaca a importância da criatividade e estratégia na comunicação eficaz, habilidades que são úteis não apenas na língua inglesa, mas em todas as esferas da vida.

Exercícios

  1. Identificando Componentes: Escolha uma propaganda autêntica em inglês e identifique os seus componentes de publicidade e argumentação. Descreva o propósito da propaganda, a linguagem persuasiva utilizada e os componentes visuais e auditivos.
  2. Decodificando uma Propaganda: Assista a um comercial de TV em inglês e tente identificar os tipos de argumentação (lógica, emocional, de autoridade) presentes na propaganda. Descreva como cada tipo de argumentação é usado e como eles contribuem para o propósito geral da propaganda.
  3. Criando uma Propaganda: Escolha um produto ou marca e crie uma propaganda em inglês. Certifique-se de incluir os componentes de publicidade e argumentação discutidos em aula. Justifique suas escolhas, explicando como cada elemento contribui para o propósito da propaganda.

Deseja ter acesso a todos os planos de aula? Faça cadastro na Teachy!

Gostou do Plano de Aula? Veja outros relacionados:

Discipline logo

Inglês

Frases Negativas: Introdução

Objetivos (5 - 7 minutos)

  1. Ensinar aos alunos o conceito de frases negativas em inglês de uma maneira lúdica e interativa, utilizando exemplos do cotidiano e do material didático.
  2. Desenvolver a capacidade de compreensão oral e escrita dos alunos, permitindo que eles identifiquem e compreendam frases negativas em inglês através de atividades práticas e jogos.
  3. Incentivar os alunos a usar frases negativas em inglês em situações comunicativas, promovendo a prática da língua de forma natural e contextualizada.

Introdução (10 - 15 minutos)

  1. Revisão de Conteúdos Anteriores: O professor iniciará a aula relembrando brevemente os conceitos de afirmação e negação no idioma português, realizando exemplos orais e solicitando que os alunos participem, compartilhando suas próprias ideias. (3 - 5 minutos)

  2. Situação Problema: Em seguida, o professor propõe duas situações-problema que envolvam o uso de frases negativas em inglês. Por exemplo, "Você quer ir ao parque, mas está chovendo. O que você diria para sua mãe?" ou "Você está com fome, mas não gosta de legumes. Como você diria que não quer legumes para o jantar?". O objetivo é despertar o interesse dos alunos e motivá-los a aprender mais sobre o tópico. (2 - 3 minutos)

  3. Contextualização da Importância do Assunto: O professor explicará brevemente como o uso de frases negativas é importante no nosso dia a dia, tanto em português quanto em inglês. Ele pode dizer, por exemplo, que "quando queremos expressar que não gostamos de algo ou que não queremos fazer algo, usamos frases negativas". Além disso, o professor pode mencionar que o uso correto de frases negativas é essencial para a comunicação eficaz. (2 - 3 minutos)

  4. Introdução ao Tópico: Para introduzir o tópico de frases negativas em inglês de maneira interessante, o professor pode compartilhar algumas curiosidades. Por exemplo, ele pode dizer que em inglês, ao contrário do português, usamos "do" e "does" nas negações, e não "não". Ele também pode mencionar que em algumas situações, como para fazer convites, as frases negativas em inglês são usadas de maneira diferente do que estamos acostumados em português. (3 - 4 minutos)

Cada uma dessas etapas é projetada para engajar os alunos e prepará-los para a aprendizagem ativa e significativa que ocorrerá durante a parte principal da aula.

Desenvolvimento (20 - 25 minutos)

  1. Atividade de "Caça ao Tesouro" (10 - 12 minutos):

    • O professor preparará previamente uma série de cartões com frases em inglês, algumas afirmativas e outras negativas. Cada cartão terá uma frase escrita e ilustrada, para facilitar a compreensão dos alunos.
    • Os cartões serão espalhados pela sala de aula ou área designada e os alunos, divididos em grupos, serão convidados a "caçar o tesouro" - isto é, encontrar os cartões.
    • Uma vez que todos os cartões foram encontrados, cada grupo deverá classificar as frases como afirmativas ou negativas. O grupo que classificar corretamente o maior número de frases receberá a recompensa de "tesouro" - um adesivo ou doce, por exemplo.
    • Durante a atividade, o professor caminhará pela sala, auxiliando os alunos quando necessário e disponibilizando o material de apoio.
  2. Jogo "Simon Says" (8 - 10 minutos):

    • O professor explicará as regras do jogo para os alunos. Este é um jogo tradicional, e o professor pode aproveitar a oportunidade para reforçar o vocabulário de direções em inglês.
    • O professor agirá como "Simon" e dará uma série de comandos para os alunos seguirem. O truque é que os alunos só devem seguir os comandos que são negativos, por exemplo, "Simon says: don't touch your nose." ou "Simon says: don't clap your hands."
    • O objetivo do jogo é que os alunos pratiquem ouvindo e compreendendo as frases negativas em inglês de uma maneira lúdica e interativa.
    • O jogo continuará até que todos os alunos tenham tido a chance de serem "Simon", ou até que o tempo designado para esta atividade tenha se esgotado.
  3. "Teatro de Fantoches" (8 - 10 minutos):

    • Esta atividade fomenta a criatividade, a expressão oral e a compreensão das frases negativas em inglês. O professor dividirá a turma em grupos e fornecerá a cada grupo um conjunto de fantoches.
    • Cada grupo receberá uma "situação" (por exemplo, "João não quer comer legumes") e terá que criar um pequeno diálogo entre os fantoches, utilizando frases negativas para expressar a situação.
    • Os alunos terão a oportunidade de praticar a pronúncia e a construção de frases negativas de maneira divertida e descontraída.
    • Ao final, os grupos apresentarão seus diálogos para a classe, reforçando o aprendizado e promovendo a interação e a valorização do trabalho em equipe.

Durante todas as atividades, o professor estará ativo, circulando pela sala, observando, orientando e corrigindo os alunos conforme necessário. Importante lembrar que o objetivo principal é a prática e a fixação do conceito de frases negativas em inglês, sempre de maneira lúdica e divertida.

Retorno (10 - 15 minutos)

  1. Discussão em Grupo (5 - 7 minutos):

    • O professor reunirá todos os alunos em um grande círculo para uma discussão em grupo. Cada grupo terá a chance de compartilhar suas experiências e o que aprenderam durante as atividades. Esta é uma oportunidade para os alunos aprenderem uns com os outros e para o professor avaliar o entendimento de cada aluno sobre o conceito de frases negativas em inglês.
    • O professor fará perguntas abertas para estimular a discussão, como "Quais foram as frases mais difíceis de classificar? Por quê?" ou "O que vocês acharam mais interessante sobre o uso de frases negativas em inglês?". Ele também pode pedir que os alunos expliquem como eles sabiam que uma frase era negativa, para verificar a compreensão do conceito.
  2. Conexão com a Teoria (3 - 5 minutos):

    • Após a discussão, o professor fará uma recapitulação dos principais pontos teóricos abordados na aula. Ele pode, por exemplo, relembrar a estrutura das frases negativas em inglês, destacar a importância do uso correto das palavras "do" e "does" nas negações e reforçar que o uso de frases negativas é uma parte importante da comunicação em inglês.
    • O professor deve fazer isso de maneira simples e clara, usando exemplos do cotidiano dos alunos sempre que possível. Por exemplo, ele pode dizer, "Lembrem-se, se vocês querem dizer que não gostam de algo, vocês podem dizer 'I don't like...'" ou "Se vocês não querem fazer algo, vocês podem dizer 'I don't want to...'".
  3. Reflexão Final (2 - 3 minutos):

    • Para encerrar a aula, o professor proporá que os alunos reflitam sobre o que aprenderam. Ele fará duas perguntas simples para orientar a reflexão dos alunos: "O que foi mais difícil sobre a aula de hoje?" e "O que vocês acharam mais interessante sobre as frases negativas em inglês?".
    • Os alunos terão um minuto para pensar sobre suas respostas, e depois serão convidados a compartilhar suas reflexões com a turma. O professor deve encorajar todos os alunos a participar e a respeitar as opiniões uns dos outros.

Este retorno é crucial para consolidar o aprendizado dos alunos, permitindo que eles reflitam sobre o que aprenderam e como podem aplicar esse conhecimento. Além disso, ele proporciona ao professor uma oportunidade de avaliar a eficácia da aula e fazer ajustes, se necessário, para futuras aulas.

Conclusão (5 - 7 minutos)

  1. Resumo dos Principais Pontos (2 - 3 minutos):

    • O professor começará a conclusão resumindo os principais pontos abordados na aula. Ele relembrará a estrutura das frases negativas em inglês, enfatizando o uso de "do" e "does" nas negações, e a importância do uso correto das frases negativas para uma comunicação eficaz.
    • Ele também reforçará a ideia de que as frases negativas são usadas para expressar desagrado ou recusa em relação a algo, e que são uma parte essencial do idioma inglês.
  2. Conexão da Teoria com a Prática (1 - 2 minutos):

    • Em seguida, o professor explicará como a aula conectou a teoria da sala de aula com a prática. Ele pode dizer, por exemplo, que as atividades de "Caça ao Tesouro" e "Teatro de Fantoches" permitiram aos alunos aplicar o que aprenderam sobre frases negativas de uma maneira divertida e significativa.
    • Além disso, o professor pode mencionar como o jogo de "Simon Says" ajudou os alunos a praticar a audição e a compreensão das frases negativas em inglês.
  3. Materiais Extras (1 minuto):

    • Para enriquecer o aprendizado dos alunos, o professor pode sugerir alguns materiais extras. Por exemplo, ele pode recomendar sites ou aplicativos interativos que ajudem os alunos a praticar a construção de frases negativas em inglês.
    • Além disso, o professor pode sugerir que os alunos procurem por frases negativas em inglês em livros de histórias em inglês, desenhos animados ou músicas que eles gostem.
  4. Importância do Assunto (1 - 2 minutos):

    • Por fim, o professor explicará a importância do assunto para a vida cotidiana dos alunos. Ele pode dizer que, ao aprender a construir e entender frases negativas em inglês, os alunos serão capazes de se comunicar melhor em situações cotidianas.
    • O professor pode dar exemplos de situações em que o uso de frases negativas é comum, como quando alguém é convidado para comer algo que não gosta, ou quando alguém sugere uma atividade que não quer fazer.
    • Além disso, o professor pode explicar que o uso correto das frases negativas é importante para a comunicação eficaz em inglês, e que é uma habilidade que os alunos irão usar em muitas outras lições e atividades de inglês.

A conclusão é uma parte essencial do plano de aula, pois ajuda a consolidar o aprendizado dos alunos, a conectar a teoria com a prática e a destacar a importância do assunto para a vida cotidiana dos alunos. Além disso, ela fornece aos alunos recursos adicionais para continuar aprendendo e praticando fora da sala de aula.

Ver mais
Discipline logo

Inglês

Verbos: Verbos Modais

Introdução aos Verbos Modais

Relevância do Tema

Os 'Verbos Modais' são servos leais e versáteis em nossa poderosa caixa de ferramentas da gramática inglesa! Eles adicionam uma dimensão extra à nossa comunicação, permitindo que expressemos obrigação, permissão, possibilidade, capacidade e até mesmo deduções. Dominar a habilidade de usar verbos modais apropriadamente eleva a fluência e a precisão de nossos discursos. Assim, este tópico é crítico para o estudo do idioma inglês e facilita avanços significativos na capacidade de compreender e produzir textos variados.

Contextualização

Dentro do vasto universo do ensino de Inglês, verbos modais são uma parada obrigatória, situados na intersecção perfeita da gramática e do vocabulário. O estudo de verbos modais se encaixa na unidade mais ampla de 'Modalidades e Expressões de Possibilidade', que ajuda a aprimorar a competência geral dos alunos em termos de compreensão de textos, expressão oral e escrita e até mesmo em testes de proficiência. A compreensão de verbos modais expande o repertório de estruturas linguísticas dos estudantes, tornando-os mais capazes de expressar nuances de significado e interpretações pessoais. Além disso, o domínio adequado dos verbos modais aumenta a compreensão geral do inglês, uma vez que muitas vezes eles diferem significativamente dos verbos auxiliares em outros idiomas.

Desenvolvimento Teórico

Componentes

  • Definição de Verbos Modais: Verbos modais, também conhecidos como verbos de modalidade, são uma classe de verbos auxiliares que expressam a atitude, a possibilidade, a permissão, a necessidade ou a capacidade de um verbo principal. Eles são diferentes dos verbos auxiliares regulares, pois não se conjugam com "to do" em perguntas ou negações.

    • Exemplos: can, could, may, might, shall, should, will, would, must, ought to.
  • Funções dos Verbos Modais: Os verbos modais têm uma ampla gama de usos. Neste tópico, vamos explorar suas principais funções:

    • Capacidade: Verbos modais podem ser usados para indicar capacidade ou habilidade de realizar uma ação. Exemplo: I can swim. (Eu sei nadar.)

    • Permissão: Verbos modais são frequentemente usados para expressar permissão para realizar uma ação. Exemplo: You may go now. (Você pode ir agora.)

    • Obligação / Necessidade: Verbos modais também podem ser empregados para expressar obrigações ou necessidades. Exemplo: I must finish this report today. (Eu devo terminar esse relatório hoje.)

    • Possibilidade: Verbos modais são usados para expressar possibilidade de que uma ação ou evento ocorra. Exemplo: It might rain tonight. (Pode chover essa noite.)

Termos-Chave

  • Verbos Modais: Como definido acima, são um tipo especial de verbos auxiliares que expressam modalidades como capacidade, permissão, obrigação e possibilidade.

  • Verbo Principal: O verbo que segue um verbo modal na construção da frase é chamado de "verbo principal".

  • Modalidade: Refere-se à maneira ou ao modo como uma ação é expressa.

Exemplos e Casos

  • Exemplo 1 - Capacidade: "I can play the piano." Nesta frase, 'can' é um verbo modal usado para expressar a capacidade do falante de tocar piano.

  • Exemplo 2 - Permissão: "May I go to the bathroom?" Aqui, 'may' é um verbo modal usado para solicitar permissão.

  • Exemplo 3 - Obrigação: "You must study for the exam." Nesta sentença, 'must' é um verbo modal usado para expressar a obrigação de estudar para o exame.

  • Exemplo 4 - Possibilidade: "It could be a sunny day tomorrow." Aqui, 'could' é um verbo modal usado para expressar a possibilidade de que amanhã seja um dia ensolarado.

  • Caso de Uso: Imagine que você recebeu um convite para uma festa, mas também tem um exame no dia seguinte. Você pode utilizar os verbos modais para comunicar sua escolha: "I can go to the party, but I must study for the exam." (Eu posso ir na festa, mas eu tenho que estudar para o exame.) Aqui, o verbo modal 'can' exprime a capacidade de ir à festa e 'must' expressa a obrigação de estudar.

Resumo Detalhado

Pontos Relevantes

  • Identificação de Verbos Modais: Identificar verbos modais é o primeiro passo para compreender sua função. Os verbos modais são uma classe especial de verbos auxiliares com uma série de especificidades e características únicas.

  • Funções dos Verbos Modais: Verbos modais podem expressar uma variedade de modalidades como capacidade, permissão, obrigação e possibilidade. Entender essas funções é crucial para o uso adequado dos verbos modais.

  • Diferenças entre Verbos Modais e Verbos Auxiliares: Os verbos modais são distintos dos verbos auxiliares regulares em termos de sua formação e uso. Eles não requerem o verbo "to do" na formação de perguntas e negações.

  • Construção de Sentenças com Verbos Modais: Eles são sempre seguidos por um verbo principal no infinitivo sem "to". A compreensão do verbo principal e a forma como ele é utilizado na sentença são essenciais para a construção de sentenças com verbos modais.

  • Uso Contextual de Verbos Modais: O uso adequado dos verbos modais depende do contexto da sentença. A prática em vários cenários de comunicação ajuda a aprimorar a proficiência no uso dos verbos modais.

Conclusões

  • Verbos Modais são Ferramentas Flexíveis e Potentes: O estudo de verbos modais revela que eles são ferramentas incomparáveis para expressar modalidades na língua inglesa. Eles adicionam nuances e nuances ao discurso, tornando a comunicação mais precisa e eficaz.

  • Uso Adequado Requer Prática: A implementação bem-sucedida de verbos modais exige prática e familiaridade com as diferentes formas e funções desses verbos. Quanto mais se pratica, melhor se torna o domínio dessas ferramentas.

  • Importância dos Verbos Modais no Aprendizado do Inglês: Os verbos modais não são apenas uma parte essencial do currículo de inglês, mas também fundamentais para o desenvolvimento da proficiência no idioma. Eles são um passo crucial para construir frases mais complexas e expressar significados mais sutis.

Exercícios

1. Identificação de Verbos Modais: Identifique os verbos modais nas seguintes sentenças:

  • Could I borrow your book?
  • They should be here soon.
  • She might come to the party.

2. Funções dos Verbos Modais: Classifique os seguintes usos dos verbos modais como expressões de capacidade, permissão, obrigação ou possibilidade:

  • John can play the guitar.
  • You may leave the room now.
  • We must finish the project by tomorrow.
  • It could be a great movie.

3. Construção de Sentenças com Verbos Modais: Escreva sentenças utilizando os seguintes pares de verbos modais e verbos principais:

  • can / swim
  • may / go
  • must / study
  • could / rain
Ver mais
Discipline logo

Inglês

Verbos: Gerúndio e Infinitivo - EM13LGG403

Objetivos (5 - 7 minutos)

  1. Compreensão do Conceito: O professor deve auxiliar os alunos a entenderem o conceito de verbos gerúndios e infinitivos em inglês, e como eles diferem dos verbos em suas formas base.

  2. Identificação e Uso: Os alunos devem aprender a identificar e usar corretamente os verbos gerúndios e infinitivos em sentenças em inglês. Isso inclui a capacidade de diferenciar entre verbos que podem ser seguidos por gerúndio e infinitivo, e a identificação da posição correta do verbo na sentença.

  3. Prática Escrita e Oral: Os alunos devem praticar o uso de verbos gerúndios e infinitivos tanto na expressão escrita quanto na oral. O objetivo é que os alunos se sintam confortáveis em aplicar o que aprenderam em diferentes contextos de comunicação.

Objetivos secundários:

  • Revisão da Gramática Básica: Durante a aula, o professor deve revisar brevemente a estrutura básica das frases em inglês, incluindo o papel do sujeito e do verbo na formação da sentença.

  • Desenvolvimento de Habilidades de Escuta: Através de exemplos e exercícios, os alunos devem aprimorar suas habilidades de escuta e compreensão em inglês.

  • Incremento do Vocabulário: Ao trabalhar com verbos gerúndios e infinitivos, os alunos também terão a oportunidade de aumentar seu vocabulário, pois estarão expostos a diferentes palavras e expressões.

Esses Objetivos devem ser claramente comunicados aos alunos no início da aula, para que eles possam entender o que se espera deles e para que possam monitorar seu próprio progresso ao longo da aula.

Introdução (10 - 12 minutos)

  1. Revisão de Conteúdo Prévio (3 - 4 minutos): O professor deve começar a aula revisando brevemente o conceito de verbos em inglês, reiterando o papel fundamental que eles desempenham na formação de frases. Isso inclui uma revisão dos diferentes tempos verbais e a ideia de que os verbos podem ser modificados em várias maneiras, como através do acréscimo de "ing" no final. Esta revisão irá ajudar a preparar o terreno para a Introdução dos verbos gerúndios e infinitivos.

  2. Situações Problema (2 - 3 minutos): Em seguida, o professor pode apresentar duas situações hipotéticas que envolvam o uso de verbos gerúndios e infinitivos. Por exemplo, ele pode descrever uma situação em que um personagem está descrevendo suas atividades diárias (usando verbos gerúndios) e outra situação onde o personagem está falando sobre seus planos futuros (usando verbos infinitivos). Essas situações ajudarão a contextualizar a importância do tópico e a mostrar aos alunos porque é essencial para eles entenderem e usarem corretamente esses dois tipos de verbos.

  3. Contextualização (2 - 3 minutos): O professor deve então explicar a importância prática do tópico. Ele pode mencionar que o uso correto de verbos gerúndios e infinitivos é essencial para a comunicação eficaz em inglês, seja falando, escrevendo, lendo ou ouvindo. Além disso, o professor pode destacar que muitas profissões exigem um bom domínio do inglês, e que o uso adequado de verbos é uma parte crucial disso.

  4. Introdução do Tópico (2 - 3 minutos): Para captar a atenção dos alunos e despertar seu interesse pelo tópico, o professor pode começar a aula com algumas curiosidades sobre os verbos gerúndios e infinitivos em inglês. Por exemplo, ele pode mencionar que, ao contrário de muitas outras línguas, o inglês tem uma estrutura de verbos muito flexível, o que pode tornar o aprendizado desses tópicos desafiador, mas também fascinante. Além disso, o professor pode mencionar que o uso inadequado de verbos gerúndios e infinitivos é uma das maiores fontes de erros para falantes não nativos de inglês, o que enfatiza ainda mais a importância de aprender esse tópico.

Desenvolvimento (20 - 25 minutos)

  1. Teoria: Verbos Gerúndios e Infinitivos (10 - 12 minutos):

    • O professor deve começar definindo o que são verbos gerúndios e infinitivos. Ele pode explicar que o gerúndio é a forma do verbo que termina em "ing" e que o infinitivo é a forma básica do verbo, geralmente precedida pela partícula "to" (to + verbo base).

    • Em seguida, o professor deve explicar que os verbos gerúndios são usados para expressar ação em andamento, enquanto os infinitivos são usados para expressar ação que ainda não começou ou que já terminou.

    • O professor deve dar vários exemplos de verbos gerúndios e infinitivos e explicar quando e por que eles são usados. Por exemplo, ele pode dizer: "I am studying for the test" (estou estudando para a prova, gerúndio) e "I want to study for the test" (quero estudar para a prova, infinitivo).

    • O professor deve mencionar que, em algumas situações, os verbos gerúndios e infinitivos podem ser usados de maneira intercambiável, embora possam haver sutis diferenças de significado. Por exemplo, "I stopped smoking" (parei de fumar, gerúndio) x "I stopped to smoke" (parei para fumar, infinitivo).

    • Finalmente, o professor deve explicar que, em inglês, alguns verbos são seguidos por gerúndio, outros por infinitivo, e outros podem ser seguidos por ambos, dependendo do significado. Ele deve dar alguns exemplos de cada um desses grupos.

  2. Prática com Exemplos (5 - 7 minutos):

    • O professor deve fornecer aos alunos uma lista de sentenças em inglês que contêm verbos. Algumas dessas sentenças devem estar incompletas, com o objetivo de que os alunos completem-nas usando o gerúndio ou o infinitivo do verbo apropriado.

    • Os alunos devem trabalhar em pares ou em pequenos grupos para completar as sentenças. O professor deve circular pela sala, observando o progresso dos alunos e fornecendo ajuda conforme necessário.

    • Após um tempo designado, o professor deve revisar as respostas com a classe, corrigindo quaisquer erros e explicando por que o gerúndio ou o infinitivo foi usado em cada caso.

  3. Jogo de Tabuleiro (5 - 6 minutos):

    • Para tornar a prática mais divertida e engajadora, o professor pode introduzir um jogo de tabuleiro que envolva o uso de verbos gerúndios e infinitivos.

    • O jogo pode ser jogado em pares ou em pequenos grupos. Cada vez que um jogador cair em um espaço do tabuleiro, ele deve formar uma sentença usando o verbo indicado no espaço do tabuleiro, no gerúndio ou no infinitivo, dependendo da instrução. Se a sentença estiver correta, o jogador pode avançar; se estiver errada, o jogador deve voltar.

    • O professor deve fornecer feedback e orientação durante o jogo, garantindo que os alunos estejam usando os verbos corretamente.

Essas atividades devem permitir que os alunos pratiquem o uso de verbos gerúndios e infinitivos em contextos significativos e autênticos, ajudando-os a solidificar seu entendimento do tópico. Além disso, a natureza lúdica do jogo e o trabalho em grupo podem ajudar a tornar a aula mais divertida e envolvente, o que pode aumentar a motivação dos alunos para aprender.

Retorno (8 - 10 minutos)

  1. Discussão em Grupo (3 - 4 minutos):

    • O professor deve iniciar uma discussão em grupo, pedindo aos alunos que compartilhem suas soluções ou conclusões das atividades realizadas. Esta é uma oportunidade para os alunos explicarem suas respostas e para o professor esclarecer quaisquer mal-entendidos ou confusões.
    • O professor pode pedir a diferentes grupos que compartilhem suas sentenças completadas durante a atividade de prática com exemplos. Isso não só ajudará a verificar a compreensão dos alunos, mas também permitirá que eles vejam exemplos de como seus colegas usaram os verbos gerúndios e infinitivos.
    • O professor deve facilitar a discussão, incentivando todos os alunos a participarem e a expressarem suas opiniões. Ele pode fazer perguntas abertas para promover a reflexão e o pensamento crítico, como "Por que você escolheu usar o gerúndio/infinitivo neste caso?" ou "Você pode pensar em outro exemplo onde este verbo poderia ser seguido por gerúndio/infinitivo?".
  2. Conexão com a Teoria (2 - 3 minutos):

    • O professor deve então fazer a conexão entre a prática dos alunos e a teoria apresentada. Ele pode revisar brevemente os conceitos de verbos gerúndios e infinitivos e explicar como os usos corretos foram aplicados nas atividades.
    • O professor pode destacar exemplos de sentenças que foram corrigidas durante a discussão em grupo para ilustrar os erros comuns e como eles podem ser evitados. Isso ajudará os alunos a compreenderem melhor a teoria e a aplicá-la corretamente em futuras situações de escrita e fala.
  3. Reflexão Individual (2 - 3 minutos):

    • Para concluir a aula, o professor deve propor que os alunos reflitam individualmente sobre o que aprenderam. Ele pode fazer perguntas como "Qual foi o conceito mais importante que você aprendeu hoje?" e "Quais questões ainda não foram respondidas?".
    • O professor deve dar um minuto de silêncio para os alunos pensarem em suas respostas. Em seguida, ele pode pedir a alguns voluntários que compartilhem suas reflexões com a classe.
    • As respostas dos alunos podem fornecer ao professor um feedback valioso sobre o que eles acharam mais útil, quais conceitos ainda precisam de mais prática e quaisquer mal-entendidos que possam existir. Isso pode informar a planificação de aulas futuras e ajudar o professor a garantir que todos os alunos estejam acompanhando.
  4. Feedback do Professor (1 minuto):

    • Por fim, o professor deve fornecer um feedback geral para a classe, destacando os pontos fortes e as áreas que precisam de melhoria. Ele deve encorajar os alunos a continuarem praticando o uso de verbos gerúndios e infinitivos fora da sala de aula e a procurá-lo se tiverem dúvidas ou dificuldades.
    • O professor deve reforçar a importância do tópico e lembrar aos alunos que o uso correto de verbos gerúndios e infinitivos é uma habilidade essencial para a comunicação eficaz em inglês.

Conclusão (5 - 7 minutos)

  1. Resumo (1 - 2 minutos):

    • O professor deve começar a Conclusão recapitulando os pontos principais da aula. Isso inclui a definição de verbos gerúndios e infinitivos, a diferença entre eles e quando e por que eles são usados.
    • Ele pode reiterar os exemplos que foram discutidos durante a aula e enfatizar os verbos que podem ser seguidos por gerúndio, infinitivo ou ambos.
  2. Conexão entre Teoria, Prática e Aplicações (1 - 2 minutos):

    • O professor deve então explicar como a aula conectou a teoria (a explicação formal dos verbos gerúndios e infinitivos), a prática (as atividades de preenchimento de sentenças e o jogo de tabuleiro) e as aplicações (os exemplos de uso real de gerúndios e infinitivos).
    • Ele pode destacar como a compreensão teórica dos verbos gerúndios e infinitivos ajudou os alunos a completar corretamente as sentenças nas atividades de prática e a usar os verbos corretamente durante a discussão em grupo.
  3. Materiais Extras (1 - 2 minutos):

    • O professor deve então sugerir materiais adicionais para os alunos que desejam aprofundar seu entendimento de verbos gerúndios e infinitivos. Estes podem incluir sites de aprendizado de inglês, como o Duolingo ou o BBC Learning English, que oferecem lições interativas e exercícios práticos.
    • Além disso, o professor pode recomendar livros de gramática em inglês que explicam em detalhes o uso de verbos gerúndios e infinitivos, ou vídeos educacionais no YouTube que oferecem explicações claras e concisas.
  4. Importância do Tópico (1 minuto):

    • Finalmente, o professor deve resumir a importância do tópico para a vida dos alunos fora da sala de aula. Ele pode enfatizar que o uso correto de verbos gerúndios e infinitivos é essencial para a comunicação eficaz em inglês, seja falando, escrevendo, lendo ou ouvindo.
    • O professor pode mencionar que muitas profissões exigem um bom domínio do inglês, e que o uso apropriado de verbos é uma parte crucial disso.
    • Além disso, o professor pode destacar que a capacidade de usar corretamente verbos gerúndios e infinitivos permite que os alunos expressem suas ideias e intenções de forma mais precisa e sofisticada, o que pode aumentar sua confiança e fluência em inglês.

Esta Conclusão ajudará a solidificar o que os alunos aprenderam na aula, a incentivar a continuação do aprendizado fora do ambiente escolar e a destacar a relevância do tópico para suas vidas diárias.

Ver mais
Economize seu tempo usando a Teachy!
Na Teachy você tem acesso a:
Aulas e materiais prontos
Correções automáticas
Projetos e provas
Feedback individualizado com dashboard
Mascote Teachy
BR flagUS flag
Termos de usoAviso de PrivacidadeAviso de Cookies

2023 - Todos os direitos reservados

Siga a Teachy
nas redes sociais
Instagram LogoLinkedIn LogoTwitter Logo